Responsive Ad Slot

Destaques

latest

França quer proibir modelos muito magras nas passarelas

terça-feira, 17 de março de 2015

/ by Admin
Uma das emendas apresentadas pelo deputado Olivier Veran quer proibir que as agências contratem modelos diagnosticadas em estado de desnutrição.

Veran propõe alterar o Código de Trabalho para obrigar as agências a apresentar um atestado médico que estabeleça que o Índice de Massa Corporal (IMC) de cada modelo seja superior a 18 (por exemplo um indivíduo com 55 kg e 1,75 m de altura).
Segundo o projecto, o incumprimento da lei será passível de uma pena de seis anos de prisão e de uma multa de 75.000 euros.

O Sindicato Nacional de Agências de Modelos (SYNAM) de França, que reúne 40 empresas, lamentou que esta proposta leve em conta apenas a situação francesa.

As agências francesas «estão em concorrência permanente com as suas congéneres europeias. Portanto, é indispensável um enfoque europeu», declarou o SYNAM.

Alguns países, como Espanha, Itália, Bélgica, Chile e Israel, já votaram leis ou decretaram regulamentos sobre o tema.

A segunda emenda estabelece um «crime de valorização da magreza excessiva» e quer proibir os sites que fazem «apologia à anorexia».
Olivier Veran estima que em França haja «entre 30.000 e 40.000 pessoas» que sofrem de anorexia mental.

«São adolescentes, em 90% dos casos. O impacto social da imagem transmitida pela moda, segundo a qual as mulheres devem ser magras a um nível patológico para ser bonitas e poder desfilar, é muito forte», disse Veran.
A iniciativa conta com o apoio de Gerald Marie, ex-director da agência Elite na Europa.

informações de diariodigital

Nenhum comentário

Postar um comentário

Destaque
© all rights reserved
Copyright 2020 GospelTop.com.br