Responsive Ad Slot

Destaques

latest

Pastor Mauro Estival renuncia à presidência da OMEP: ‘ambiente de desunidade e enfrentamento’

domingo, 26 de abril de 2020

/ by Admin
O pastor Mauro Estival, líder da Igreja Videira em Palmas –TO, comunicou, em nota enviada a um grupo de pastores e líderes na tarde deste sábado (25), a sua renúncia à presidência da Ordem dos Ministros Evangélicos de Palmas (OMEP).


O comunicado foi feito com críticas ao atual ambiente vivido na liderança da entidade.

Estival explicou que deixa o cargo porque não tem “necessidades de me expor a esse ambiente de desunidade (“sic”) e enfrentamento”. O pastor afirmou ainda que não vive esse ambiente na igreja que pastoreia e não deseja isso na OMEP.

“Como pastor na cidade sempre me posicionarei para defender a igreja como tenho feito diante de pastores de falam mal dela ou de governantes que tentar pará-la”, pontuou o pastor.

Estival disse que sobre o conselho representativo, formado para trabalhar junto à busca pelo reestabelecimento das atividades religiosas em Palmas, falará com eles para seja concluída essa “empreitada da abertura dos cultos”.

Ainda de acordo com o ex-líder da OMEP-TO, o caminho de um conselho é de representar as igrejas, e que estava se posicionando para resolver essas questões, se referindo possivelmente a não realização de cultos religiosos em Palmas –TO.

Na nota, Estival deixa transparecer que estava sofrendo possíveis ataques sutis, mas, não afirmou de onde e como estariam vindo esses ataques.

Quem assume a presidência da OMEP, no lugar de Estival, é o Bispo Vildo.

Cultos religiosos não liberados em Palmas


Nesta semana, a prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB) recebeu 12 líderes religiosos em seu gabinete para tratar da possível liberação de cultos religiosos em Palmas –TO, por parte do Poder Executivo Municipal. Entre eles estava presente o pastor Mauro Estival, até então presidente da OMEP-TO.

No entanto, a prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB) afirmou aos pastores que a possível liberação de cultos ficaria para ser analisado na próxima semana e que a demanda será submetida ao Centro de Operações em Emergências de Saúde e o Comitê de Crise da Prefeitura, que dará o aval final.

Em Palmas, cerca de 40% da população é evangélica.

É um áudio que o JM Notícia teve acesso, o ex-presidente da OMEP-TO, Mauro Estival, confirma as informações veiculadas pelo JM, e diz que a prefeita Cinthia Ribeiro estaria favorável à abertura da realização de cultos religiosos a partir do dia 1º de maio, ou seja, no presente momento a realização de cultos ainda continua proibida na Capital, conforme matéria divulgada nesta sexta-feira (24) pelo JM Notícia.

POR JM NOTÍCIA

Nenhum comentário

Postar um comentário

Destaque
© all rights reserved
Copyright 2020 GospelTop.com.br